PUBLICIDADE

Notícias | Covid-19
Prefeitura se pronuncia sobre estudo que apontou necessidade de lockdown em Varginha
Iago Almeida / Varginha Online | 05/04/2021 - 10:27:52
Foto: Márcio Borges / Varginha Online
(Foto: Márcio Borges / Varginha Online)

Atualização às 15h05 de 06/04/2021

Uma pesquisa realizada em parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Federal do Amazonas e a Universidade Federal de São João del Rei, além do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), alertou sobre a necessidade de lockdown por 21 dias em Varginha, para conter o avanço da Covid-19, além de apontar ainda para a presença da variante amazônica na cidade.

A pesquisa, realizada com base no número de óbitos e internações entre desde a primeira internação confirmada até 30 de março de 2021, apontou que a cidade vive “a terceira onda de Covid-19” e que não irá haver queda de casos e mortes “sem a aplicação rígida de isolamento social”. As informações foram publicadas pelo G1.
 
Segundo Lucas Ferrante, coordenador do estado, a nota técnica foi encaminhada ontem 04 de abril a secretaria de saúde de Varginha de forma oficial. Segundo o pesquisador é preocupante o negacionismo do prefeito e procurador geral de Varginha que colocam toda a população em risco.
 
“Essa taxa poderá ainda permanecer constante após esse período, se nenhuma intervenção for realizada. Além disso estima-se que a taxa de transmissão da variante P.1 tem aumentado desde que surgiu na região da Amazônia; em Varginha essa variante parece ser 2.5 vezes mais virulenta que a variante do vírus que deu origem à pandemia de Covid-19”, apontou o estudo.
 
“Dada a situação que se projeta para Varginha, recomendamos um lockdown com restrição superior a 90% da população por um período de pelo menos 21 dias. A adoção de período insatisfatório para controle da pandemia representa um risco de novo aumento de casos e óbitos. Concomitante ao isolamento social, deve-se manter a vacinação da população e, se possível, aumentar as taxas de imunização”, completou a pesquisa.
 
O que diz a Prefeitura
 
A Prefeitura Municipal se pronunciou na noite deste domingo (04), por meio de nota, afirmando que ´´se manifestará tão somente após notificações oficiais dos órgãos competentes, o que não ocorreu, bem como após análise por seus órgãos técnicos´´, afirmou.
 
"Na oportunidade, apenas registra que quaisquer variantes do Coronavírus, se existentes, circulam por todo o país, não se podendo cogitar quaisquer ações baseadas em prospecções das quais não teve acesso. Da mesma forma, consigne-se que a denominada "Onda Roxa" difere de lockdown, sendo que a mesma jamais impediu a circulação de pessoas pelo Estado, sendo inconsequentes quaisquer tentativas de associar qualquer variante mais grave do Coronavírus exclusivamente à cidade de Varginha", completou a Prefeitura.
 
Casos e óbitos em Varginha
 
Varginha está na Onda Roxa desde o dia 30 de março, quando foi forçada por meio de liminar a seguir as regras do Plano Minas Consciente. No último boletim, divulgado neste sábado (04), Varginha possui 7.914 casos confirmados, sendo 7.314 curados, 159 óbitos e 64 internados com a doença. 
 

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter e no Instagram.

Receba gratuitamente nossas notícias no seu celular, escolha o aplicativo de sua preferência:

 
Comente a Notícia!

Home | Notícias | Entretenimento | Promoções | Expediente | Privacidade | Anuncie Aqui |Central do Usuário

Varginha Online - © 2000-2021


Provedor e Parceiro Oficial
IPHosting