PUBLICIDADE
Notícias | Economia
Inflação geral em Varginha subiu 0,81% no mês de dezembro
Por Com assessoria | 11/01/2022 - 20:35
(Foto: Márcio Borges / Varginha Online)
PUBLICIDADE

A inflação geral na cidade de Varginha, mensurada pelo Departamento de Pesquisa do Grupo Unis através do IMPC (Índice Municipal de Preços ao Consumidor), apresentou alta de 0,81% no mês de dezembro comparada com o mês anterior. Desde o início da pesquisa em julho de 2021 o indicador já acumula alta de 5,80%.

O IMPC-Unis é composto por 5 grupos de gastos, sendo eles: Alimentação (em domicílio e fora do domicílio); Habitação (despesas residenciais como energia elétrica, gás de cozinha, água, itens de limpeza em geral e de higiene pessoal); Transporte (combustíveis e transporte público); Educação (mensalidades escolares em diferentes níveis) e Comunicação (planos de telefonia e de internet). Esses grupos são divididos em 11 subgrupos, compostos por 44 itens e totalizando 503 preços coletados entre diferentes tipos, marcas e locais na cidade.

Pelo segundo mês consecutivo, o grupo que apresentou a maior alta geral foi comunicação (6,75%). Isso ocorreu devido aos reajustes dos planos básicos de internet (4,10%) e dos planos básicos de telefonia (11,57%).

O grupo habitação teve alta de 1,69%. Neste grupo os destaques de alta foram o gás de cozinha (2,44%) e itens de higiene pessoal (2,10%). Já os itens de limpeza em geral da residência apresentaram queda (-1,62%).

Após dois meses de queda, o grupo alimentação demonstrou no mês de dezembro aumento de 1,34%. Os destaques de alta foram batata (54,81%), tomate (43,25%) e cebola (20,10%). Esses produtos hortifrutigranjeiros tiveram seus preços influenciados pelo período da entressafra e por fatores climáticos ocorridos nas regiões produtoras. Os alimentos com maiores quedas nos preços médios foram carne de frango (-12,50%), alho (-9,79%) e arroz (-4,70%). A diminuição da  demanda interna e externa por estes produtos é a principal explicação para esse comportamento do preço.

Pela primeira vez desde o início da pesquisa, o grupo transporte mostrou queda de -2,48%. Os produtos com maiores diminuições nos seus preços médios foram etanol (-5,69%) e a gasolina (-3,06%). A queda no preço internacional do petróleo no final de 2021 é um dos fatores que explica esse comportamento no preço médio dos combustíveis, isso ocorreu em virtude das incertezas sobre a pandemia e os impactos da nova variante Ômicron.
O grupo educação se manteve estável.

Desde o início da pesquisa em julho de 2021, já foram quatro altas e apenas uma queda no IMPC de Varginha refletindo assim o forte impacto da inflação no cotidiano das pessoas. No mês de dezembro somente o grupo transporte apresentou diminuição no indicador, já os grupos comunicação, habitação e alimentação apresentaram comportamento de alta. O destaque maior foi para o comportamento dos produtos hortifrutigranjeiros que se encontram no período da entressafra com menor oferta e forte alta nos preços médios. A diminuição nos preços dos combustíveis, mesmo que muito tênue em relação à forte alta ocorrida no ano de 2021, contribuiu para que o índice de inflação de Varginha não fosse ainda maior.

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter e no Instagram.

 

Receba gratuitamente nossas notícias no seu celular, escolha o aplicativo de sua preferência:

 
Comente a Notícia!
 
PUBLICIDADE
 
Últimas notícias »
Há 19 minutos
Há 48 minutos
Há 2 horas
Há 2 horas
Há 2 horas
Há 2 horas
+ MAIS NOTÍCIAS »
PUBLICIDADE

Home | Notícias | Entretenimento | Expediente | Privacidade | Anuncie Aqui

Varginha Online - © 2000-2021


Provedor e Parceiro Oficial
IPHosting