PUBLICIDADE
Coluna | Fatos e Versões
Rodrigo Silva Fernandes
rodrigogazeta@bol.com.br
Advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha. Escreve todas as quartas e sextas.
 
Entre a cruz e a espada; Rota do Sabor e Negócios; Prefeitáveis; Politicando
23/09/2015

Entre a cruz e a espada

A Prefeitura de Varginha parece que não fará nada de relevante para comemorar os 133 anos de emancipação política da cidade! Em outros tempos Varginha era palco de inúmeros espetáculos, e grande festa popular para comemorar o aniversário da cidade. E com a crise financeira que assola o Brasil, não era mesmo esperado nem justo que a Prefeitura gastasse dinheiro com mega produções para o aniversário da cidade. Todavia, o povo de Varginha também está cansado da inércia do município na falta de grandes espetáculos públicos para dar diversão, entretenimento e cultura ao povo. Antigamente tínhamos a Feira da Paz, o Carnaval, o próprio aniversário da cidade que também chegou a promover grandes festas locais; porem este passado de festa e entretenimento para o povo contrasta com o atual imobilismo do Executivo. Então pensamos: É correto a Prefeitura de Varginha “bancar festas, shows etc com o dinheiro público”? A exemplo de cidades como Eloi Mendes, Paraguaçu, Três Pontas etc, cidades, alias menores que Varginha, mas que propiciam grandes eventos para a população local! A pergunta é maliciosa, mas a resposta não! Pois acredito que realmente não seja dever principal dos cofres públicos bancar festa para ninguém enquanto ainda existem grandes deficiências na Saúde, Educação, Segurança etc, todavia, o Executivo municipal precisa tornar a cidade atrativa para que a iniciativa privada possa se interessar em investir e ter fácil acesso para promover grandes espetáculos na cidade, trazendo assim diversão para o povo, recursos e movimento para a cidade.

Entre a cruz e a espada 2

Vejam alguns maus exemplos de Varginha nesta área. Nossa cidade não tem um centro de eventos, o que alias foi prometido há muitos anos, mas até agora nada! Além disso, a burocracia, as taxas etc que se cobram para realizar qualquer produção em Varginha são irreais, se comparadas a outras cidades, que são bem mais atrativas! Outro ponto negativo é que as estruturas de segurança, logística, hoteleira etc também são burocráticas e/ou defasadas em Varginha. Os produtores de eventos garantem a Segurança dentro dos espetáculos, todavia o Poder Público não consegue manter a Segurança nas ruas. As vias de acesso e o trânsito na cidade são tão complexos que qualquer mudança pode atrapalhar todo o centro da cidade. Já as autoridades municipais também não são das melhores: exemplo disso? Há alguns meses o produtor do show do rei Roberto Carlos tentava realizar um show inédito do cantor em Varginha, o espetáculo seria transmitido para diversas outras cidades. O local escolhido para fazer o espetáculo era o Estádio Municipal Melão, capaz de receber grande público, por consequência, com preços populares. Todavia, o estádio que é municipal, na prática, já tem dono, segundo o Executivo da cidade, que dispensou o show do rei alegando que o “Boa não permitiria” que o Estádio municipal fosse utilizado! Coisas assim nos colocam em desvantagem no quesito entretenimento, cultura etc, pois o Executivo que não gasta dinheiro público com entretenimento e Cultura para o povo, também não permite nem incentiva para que a iniciativa privada o faça! Deste modo, vamos para mais um aniversário da cidade com inéditas apresentações locais! E preparem que talvez, novamente, tenhamos um reveillon na mina do Campos Elísios, com direito a falta de banheiros químicos, vagas de estacionamento e algumas pancadarias isoladas pela cidade na noite do dia 1º de janeiro!! Enquanto isso, cidades vizinhas bem menores que Varginha, estimulam a realização de eventos e trazem recursos para seus municípios e diversão para o povo!

Dividindo a conta

Uma mensagem irônica e de protesto contra a presidente Dilma Rousseff (PT) vem sendo disseminada pelo WhatsApp e chamando a atenção. Segundo o autor, que não é identificado, o déficit de R$ 30 bilhões no Orçamento seria “facilmente resolvido” se o valor fosse dividido entre os mais de 54 milhões de eleitores que votaram na petista, no pleito do ano passado. Na divisão, cada um teria que pagar um valor de R$ 550. O texto sugere ainda que sejam feitos planos de pagamento para os “petistas responsáveis pela crise”, com o pagamento dividido em 12, 24 ou 36 meses, se a proposta fosse pra valer, os Correios certamente entregariam muitos boletos em Varginha!

Rota do Sabor e Negócios

A cerimônia de lançamento do Festival Rota do Saber Gourmet foi um sucesso! O evento que consiste num Festival Gourmet que envolve Elói Mendes, Machado, Paraguaçu, Três Corações, Três Pontas e Varginha, vai promover uma rodada de descontos que vão de 15% a 40%, sob o valor real do cardápio, em combos: ou seja, prato principal e acompanhamento (seja bebida ou sobremesa – ou os dois), com duração de três semanas. Durante o lançamento, os bares e restaurantes receberam seus kits de divulgação, com banner, display de mesa, jogo americano, flyer e guia, material que vai identificar os estabelecimentos oficiais que participam do evento. Vale destacar que o empresário Wellington Espanha é um dos apoiadores do Festival Gourmet, e a julgar pelo faro empreendedor do empresário que acredita em Varginha, o evento é uma grande oportunidade de negócios. Alias, Varginha precisa de mais empresários que, a exemplo de W.Espanha, estejam dispostos a arriscar para investir em projetos locais. Bons projetos culturais e de fomento econômico não foram adiante em Varginha por pura falta de apoio dos empresários locais! Os mesmos que depois reclamam dizendo que “Varginha é péssima mãe e boa madrasta”, mas na verdade ainda sofrem de “miopia empreendedora” para visualizarem boas oportunidades de negócio.  

Perguntar não ofende

Qual a destinação dada às antigas cadeiras do Theatro Municipal Capitólio?

As intervenções que estão sendo realizadas na antiga estação ferroviária foram aprovadas pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural – CODEPAC?

As condecorações promovidas na Câmara de Varginha servem para homenagear bons serviços e condutas de autoridades setoriais ou para que vereadores façam lobby e network com o bolso público?

Quando a Guarda Municipal, Polícia Militar e Civil vão atuar em parceria no combate ao trafico de drogas em Varginha? O tráfico é o maior gerador de violência na cidade!

Assepsia parlamentar

R$ 13 mil É o valor que a Câmara Federal destinou para a compra de 54 saboneteiras. Os itens serão distribuídos e utilizados nos banheiros da Casa. Pena que a limpeza que o Brasil quer ver no Congresso Nacional não é nas mãos, mas sim no caráter de nossos parlamentares!

Prefeitáveis

Na semana que passou o prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda (PSB), esteve em Varginha, onde se encontrou com companheiros de partido, e outros políticos. O prefeito também ministrou uma palestra para alunos da Faceca. Márcio Lacerda falou à imprensa local e também foi recebido em jantar na casa do vereador e presidente do PSB, Armando Fortunato Filho. Certamente que as eleições de 2016 estava no cardápio do jantar, uma vez que o PSB de Minas, comandado por Márcio Lacerda, deseja lançar candidatos próprios nas principais cidades, o que inclui Varginha. A idéia agrada o vereador Armando Fortunato (PSB), que sempre nutriu desejo de comandar o Executivo local, mas ainda não reuniu força para tal. Todavia a visita de Lacerda deu foco a destaque a Armando Fortunato e seu PSB. No encontro em Varginha, segundo fontes da coluna, Marcio Lacerda confirmou total e irrestrito apoio a Armando Fortunato na condução da legenda na cidade, o que é um trunfo em Varginha tendo em vista a quantidade de legendas que sofreram ou sofrerão intervenção com vistas as eleições de 2016. Além disso, Lacerda incentivou para que o PSB de Varginha tenha candidato próprio a prefeito em 2016, responsabilidade que certamente seria de Armando Fortunato. Tendo em vista que a tese de terceira via defendida pelo PP, hoje, derrete como sorvete ao sol de verão, a eventual candidatura do PSB a prefeito teria o apoio natural de inúmeras lideranças políticas locais fadigadas da polarização PTBxPT que hoje não tem mais poder de seduzir em algumas alas partidárias e empresariais! Só falta agora Armando Fortunato conseguir um vice que venha com, pelo menos, 3 minutos de TV no horário eleitoral e um crédito de hum milhão de reais para as “despesas básicas” de uma eleição majoritária!

Parceiros

A parceria entre a Associação Comercial e Industrial de Varginha, o Sebrae e a Fundação Cultural de Varginha tem rendido bons frutos para a cidade. Seminário Cidade Empreendedora Cidade Criativa, Corredor Cultural da Praça da Estação, Varginha Fashion Day, este são alguns dos projetos em que estas instituições estiveram juntas atuando em parceria, e se depender de Aloísio Ribeiro de Almeida, da ACIV, Juliano Cornélio do Sebrae e Francisco Graça Moura da Fundação Cultural, os projetos em parceria serão cada mais comuns. Na verdade todas estas instituições ganham com as parcerias, o que fortalece o projeto e facilita a execução, além de multiplicar as chances de sucesso. Além disso, Aloísio Almeida mostra que se mantém como liderança expressiva na cidade, mesmo depois de deixar o Executivo municipal. Juliano Cornélio consolida-se como unanimidade entre os empreendedores da região, e mostra aos “comandantes do Sebrae que o Sul de Minas pode mais, e que ele também, merece mais”. Já o presidente “mão de ferro” da Fundação Cultural Francisco Graça Moura, mostra que “os cães latem e a caravana passa”, no caso, tem passado ao lardo da boataria que cerca Graça Moura, que tem entregado bons resultados para a administração municipal.

Politicando

Na semana que passou o Executivo entregou uma obra “politicamente importante e emblemática”: a nova cantina dos servidores públicos municipais. O local foi todo reformulado com recursos próprios, orçado em R$ 100 mil. A obra indica que Antônio Silva realmente deseja “resgatar o apreço” dos servidores públicos municipais, sobretudo o “baixo clero”, que trabalha muito e não ganha tanto, justamente aqueles que usam a cantina. Hoje cerca de 500 servidores passam pelo local diariamente. Contar com o apoio dos servidores é fundamental para garantir a reeleição, e é justamente este trunfo que Antônio Silva quer ter sobre o PT, seu maior adversário em 2016. Aliados de Antônio Silva, na entrega da nova cantina, lembravam que enquanto esta administração “investiu na melhoria direta dos servidores com a entrega da obra, o PT cortou o tíquete alimentação, na gestão passada”.  
Comente o Artigo
 
Últimos artigos deste colunista
15/09/2021
15/09/2021
11/09/2021
04/09/2021
« ver todos
 

Home | Notícias | Entretenimento | Promoções | Expediente | Privacidade | Anuncie Aqui |Central do Usuário

Varginha Online - © 2000-2021


Provedor e Parceiro Oficial
IPHosting