PUBLICIDADE

Coluna | Fatos e Versões
Rodrigo Silva Fernandes
rodrigogazeta@bol.com.br
Advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha. Escreve todas as quartas e sextas.
 
Construção política; Inovação pela eficiência; Pacheco x Zema; Segurança Pública
09/05/2022
 
A Câmara Municipal de São Lourenço concedeu na sexta-feira (29/04) o título de Cidadão Honorário de São Lourenço ao fundador e reitor do Grupo Unis, Professor Stefano Gazola. A proposição foi apresentada pelo vereador Elton Tavares, como forma de registrar a dedicação do homenageado na atuação pelo desenvolvimento da cidade. O Grupo Unis, fundado há mais de 20 anos e há 4 em São Lourenço, sempre promoveu, além da formação acadêmica, desenvolvimento, inovação e debates de empoderamento. Em São Lourenço eventos como o Afro Empodera, Illuminar e Unis day, colocaram a cidade em posição de protagonismo nas discussões sobre igualdade e educação. O evento contou com a presença de autoridades locais, como o prefeito do município Walter Lessa e o vice Agilsander Rodrigues e da região, como o prefeito de Varginha, Verdi Lúcio Melo. Stefano Gazola será candidato a deputado federal nas eleições deste ano e já deu início a sua peregrinação para reunir apoiadores na região. Sem dúvida, a cerimônia de homenagem em São Lourenço é um exemplo do vasto caminho que o educador precisará percorrer. O grande apoio na área educacional dispensado a Gazola na região não representa obrigatoriamente um apoio político a Gazola, mas pode ser convertido em votos em alguns casos. Talvez por isso, o pré-candidato tenha priorizado maior contato com o mundo político e não com o mundo educacional. 

Construção política – 02

A enorme rede de contatos e apoiadores do UNIS em Minas será importante para a campanha de Gazola, mesmo porque, entre os apoiadores do Centro Universitário estão vereadores, prefeitos e outros líderes políticos e comunitários. É uma incógnita a possível votação de Gazola, mas sua articulação até aqui tem mostrado planejamento. Além disso, as possíveis dobradinhas construídas na região podem ajudar o professor a embrenhar-se no mundo político de forma a resultar muitos votos. No UNIS a ansiedade é ainda maior que no mundo político. Afinal, em caso de vitória de Gazola, o Centro Universitário passará por grande mudança de comando, tendo a substituição de Stefano Gazola por outros nomes, pois seu poder na instituição seria diluído entre vários outros cargos. Além disso, também no mundo político haveriam mudanças em caso de uma vitória, visto que a eventual eleição de um novo deputado federal na região implicaria em nova redistribuição de poderes entre os lideres municipais da região, até mesmo uma nova composição no primeiro escalão da Prefeitura de Varginha seria possível. Verdi Melo é apoiador de Stefano Gazola e certamente contemplaria o futuro parlamentar com maior participação no governo municipal. Fato é que, aos poucos, a equipe de Gazola tem chegado a muitas cidades onde existem ações de Gazola e/ou do UNIS, tentando traduzir o “trabalho construído em votos e apoios”, esta engenharia política é difícil e vai pavimentando uma aproximação entre o pré-candidato e o mundo político da região. 

Inovação pela eficiência

A Prefeitura de Varginha deu início a um novo tipo de atendimento médico em período noturno, por tempo determinado, para reduzir a fila de atendimentos que está grande na cidade. O Executivo municipal autorizou a contratação de profissionais para ampliar os horários de atendimento clínico e ambulatorial em duas Unidades de Saúde – UBS Bom Pastor e UBS Sion, e em Especialidades na Policlínica Central, para melhor atendimento à população e redução do fluxo de pacientes na UPA. Na Policlínica Central, os horários de atendimentos deverão ser agendados com antecedência. Os novos horários de atendimento nestas unidades serão das 17 às 21 horas e vai beneficiar os trabalhadores que não tinham condições de ir ao sistema público de saúde em razão do horário de trabalho. Os atendimentos a população deverão ser iniciados imediatamente após a contratação dos profissionais, o que já deve ser finalizado em breve. Esta inovação deve-se ao secretário municipal de Saúde, Armando Fortunato, que sabe das dificuldades da população carente em buscar assistência a saúde no horário comercial tradicional. Além disso, a dilatação do tempo de atendimento vai permitir ampliar os atendimentos diários e reduzir a espera. A experiência temporária vai permitir ao município avaliar a permanência ou não de um horário ampliado em algumas unidades de maior movimento. 

DER: 76 anos de existência e muitas reclamações

A linha do tempo do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) demonstra que, ao longo de 76 anos de história, o departamento promoveu atividades diárias, sejam realizadas na construção e manutenção das vias e prédios públicos ou na fiscalização do transporte de bens e pessoas. O órgão público comemorou na quarta-feira (4/5), o marco de sua criação, mas possui muitos desafios a enfrentar. Em Varginha o DER é alvo de muitas críticas pela péssima condição de algumas vias estaduais na região e principalmente pela paralisação da obra de duplicação da MG 491, no trecho que liga Varginha a Rodovia Fernão Dias. O trecho tem grande movimentação de cargas e passageiros acumula diversos acidentes fatais que ocorreram nestes 4 anos de paralização das obras. O governador Zema sabe da insatisfação e a Coordenadoria do DER/MG pouco tem realizado para amenizar a insatisfação. Pelo contrário, muitos buracos na pista, mato alta nas laterais e problemas escoamento de águas pluviais em alguns pontos da MG 491 persistem até hoje. Mesmo sendo problemas relativamente fáceis e baratos de reparar, tendo em vista o orçamento do DER/MG, nada foi realizado até aqui. Certamente o governador Zema vai ouvir reclamações em Varginha quando vier pedir votos para sua reeleição. O prefeito Verdi Melo já chegou a reclamar com Zema, que também já ouviu reclamações de deputados da região. Será que o coordenador DER/MG em Varginha sabe das insatisfações? Será que teremos melhorais nas vias antes do governador passar pelo constrangimento das cobranças? 

Pacheco x Zema

Esta informação é do Jornal Edição do Brasil, que circula em qualificados gabinetes em Belo Horizonte e Brasília. Segundo a nota divulgada na semana passada, em Brasília, quando jornalistas da crônica política indagam a respeito do relacionamento entre o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), e o governador Romeu Zema (Novo), escutam sempre a mesma história: “Os contatos entre eles se restringem somente ao âmbito institucional”. Sabe-se que Pacheco até tentou uma aproximação junto ao governador Zema a fim de lutar por interesses mineiros que envolvem a atuação do Senado Federal. Contudo, a “rede de bajuladores do Partido Novo que cercam Zema tem sido um impeditivo para que o governador perceba as necessidades e realidades de seu governo e de sua reeleição”. O PSD vai lançar como candidato ao governo estadual o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil. Mas é certo que a construção de um bom relacionamento entre Zema e Rodrigo Pacheco interessa muito ao governador. Primeiro porque Pacheco pode contribuir muito com o governo Zema na interlocução com o governo federal, bem como na defesa de projetos de interesse do Governo de Minas na pauta do Congresso. Além disso, a liderança do senador Rodrigo Pacheco em Minas, envolve muitos líderes regionais que poderiam apoiar a reeleição de Zema. Será que a soberba da assessoria do governador vai entregar de “mão beijada a Kalil o apoio de Rodrigo Pacheco”? A conferir!   

Segurança Pública

Autoridades civis e militares, lideranças, moradores e servidores públicos de Varginha participaram de Audiência Pública que discutiu a implementação de monitoramento e vigilância eletrônica na cidade. O evento foi promovido pela Câmara de Vereadores, a partir de um pedido feito pelo vereador Cabo Valério. No passado Varginha já investiu milhões em um sistema de vídeo-monitoramento, que foi esquecido e alvo de inúmeras suspeitas. Autoridades de todas as esferas e instituições públicas de segurança participaram da audiência pública. Todos foram unânimes em destacar a importância de termos na cidade um sistema avançado de monitoramento que possa cobrir o município em toda a sua totalidade, colaborando de forma efetiva com as diversas forças de segurança que atuam na cidade. Atualmente existem algumas estruturas de segurança e filmagem pela cidade, mas nenhuma rede sincronizada com todas as forças de segurança e estruturada com equipamentos de ponta, para filmagens em período noturno, ou mesmo com tempo de armazenagem longo, para assegurar o armazenamento das imagens. De acordo com informações trazidas pelo setor de Tecnologia em Informação, a Prefeitura de Varginha também trabalha na aquisição e instalação de novos equipamentos de vigilância eletrônica, dentro do projeto Cidades Inteligentes com foco inicialmente na vigilância patrimonial e no monitoramento das escolas.  

Segurança Pública - 02

Não resta dúvidas da boa-fé do Legislativo em retomar os investimentos tecnológicos com uma rede municipal de videomonitoramento, bem como sua integração e compartilhamento com as forças de segurança, sejam elas municipais, estaduais ou federais. Todavia, compete, principalmente, ao Legislativo, apurar e fiscalizar o que houve com o antigo e caríssimo sistema de videomonitoramento adquirido pela Prefeitura de Varginha para uso da Guarda Civil Municipal de Varginha? O que houve com tais equipamentos? Onde estão, quem usa, ainda é possível utilizar ou reutilizar algum destes equipamentos em um novo projeto? A Câmara de Varginha tem em seus arquivos os polêmicos gastos da compra e manutenção destes equipamentos antigos de videomonitoramento adquiridos pela Prefeitura de Varginha e sabe bem a polemica e briga envolvendo a gestão deste sistema pela Guarda Municipal ou pela Polícia Militar de Minas Gerais. A compra de novos equipamentos pelo governo municipal, sem a elaboração de um anterior projeto de gestão, compartilhamento de informações, manutenção e modernização do sistema será, novamente, um dinheiro público jogado fora. A exemplo do que parece ter ocorrido com a Guarda Municipal no passado. Vale também pensar em um posto avançado de segurança pública nas entradas e saídas da cidade, a fim de fazer o rápido fechamento da cidade em casos crimes graves com assaltos a banco ou roubo de veículos, o que já ocorreu muito na região.  

Segurança Pública - 03

Outro ponto que merece atenção do Legislativo e precisa ser falado é quanto a verdadeira integração das forças de segurança existentes em Varginha. Não é mistério que a Polícia Federal realiza sozinha suas operações e poucas informações compartilha com as demais instituições de segurança. Já as forças policiais do Estado de Minas, não se entendem nem entre elas. A Policia Civil e Militar possuem estruturas diferentes e vivem com problemas na tão falada integração das forças de segurança. Já a Guarda Civil Municipal de Varginha, vista como “polícia tabajara criada pelo município é a prima pobre das demais instituições de segurança” existentes na cidade. Embora tenha começado muito bem, atualmente a Guarda Municipal gasta muito e não tem a mesma eficiência de antes. Se o Legislativo pode dar uma grande contribuição para a Segurança Pública na cidade, pode começar chamando as forças de segurança com representação na cidade para sentar-se todos a mesa e construir a muitas mãos como seria o melhor projeto de sistema de segurança. Uma estrutura autônoma, compartilhada e confiável, que contasse com o apoio institucional das esferas federal, estadual e municipal de segurança. Este talvez seja o primeiro passo para o sucesso! 

Prestando contas 

O deputado estadual Professor Cleiton Oliveira esteve em Varginha nesta semana, onde fez uma prestação de contas a seus eleitores e apoiadores. Cleiton Oliveira busca a reeleição nas eleições deste ano, e tem obras em Varginha para apresentar ao eleitorado. Desde 2019, Professor Cleiton destinou mais de R$ 9 milhões à cidade. Para a saúde, o deputado repassou mais de R$ 5 milhões, sendo R$ 2,4 milhões ao Hospital Regional para a implantação de uma UTI Pediátrica. Na área da segurança, o deputado conseguiu a instalação da Base de Segurança Móvel da Polícia Militar, na praça do ET. Já na educação, foram destinados mais de R$ 1 Milhão. O Deputado ainda se destaca por diversas ações, como a autoria da Emenda 106 que preserva a cota mínima de 762 metros para o Lago de Furnas e a atuação como vice-presidente da CPI da Cemig, onde foram descobertas várias irregularidades.

 

 
Comente o Artigo
 
Últimos artigos deste colunista
18/05/2022
15/05/2022
11/05/2022
09/05/2022
« ver todos
 

Home | Notícias | Entretenimento | Expediente | Privacidade | Anuncie Aqui

Varginha Online - © 2000-2022


Provedor e Parceiro Oficial
IPHosting