PUBLICIDADE

Coluna | BRASILzão
Fábio Brito
fabiobritocritica@gmail.com
O editor e jornalista Fábio Brito é responsável pela edição e publicação de centenas de títulos voltados às realidades do Brasil. Durante anos esteve à frente de selos editoriais importantes e renomados e no presente momento impulsiona, através de consultorias específicas nas áreas editorial e cultural, os selos Bela Vista Cultural e FabioAvilaArtes. A coluna Brasilzão, inicialmente através do Jornal Correio do Sul, de Varginha, foi iniciada em 11 de julho de 2004 e tem contado com a importante parceria do Varginha Online na disponibilização de vivências de Fábio Brito por todo o Território Nacional e por países por onde perambula em suas andanças.
 
Belém 400 Anos e o Ideal dos belemenses
06/09/2016
 

- Após dez dias em Belém encontro-me novamente em Curitiba. Na capital paraense tive a oportunidade de projetar o documentário "Belém 400 anos: a influência francesa na capital paraense" e solicitamos aos alunos do Colégio Ideal que nos deixassem uma frase com a mensagem absorvida pelo filme a eles apresentado.


- Não estavam caçando pokemóns? Será que alguém prestou atenção à disponibilização de informações sobre os encantos ainda existentes da cidade de Belém e as suas mazelas? Duvido que o estudante de hoje vá estar atento e concentrar-se para assistir um filme de 52 minutos de duração. São seres dispersivos, em geral incultos, deseducados e grandes consumidores de produtos supérfluos e inúteis.

 

- Você é carregado de preconceitos! Vou provar-lhe o contrário seu bobão. Eram estudantes do ensino médio, em Belém do Pará e parte deles, os que denomino "baratas tontas", deixou a sala ou ficaram imersos nas mediocridades dos mistérios (medíocres mistérios) de seus celulares, imperadores de última geração. Cerca de 80 educandos ficaram e assistiram com atenção e se manifestaram, por escrito, com suas impressões sobre a  terra natal. É emocionante!

 

- Duvido! Prove-me então, de nomes aos bois. O estudante de hoje...

- Acalme-se. Vou ler para você e citar o nome desses jovens especiais, meninos e meninas, jovens adolescentes, que são sensíveis, educados e tem certamente um grande potencial criativo e serão, no futuro, excelentes profissionais.

 

- Ah, leia então. Quero ver se diz a verdade.

 

 -"Belém 400 anos, uma influência francesa" (sem assinatura), "Belém merece ser vista por todos os ângulos" (Ana Flávia Arraes). "O filme deixou em todos nós um sentimento de esperança em Belém, reacendendo a paixão que temos por essa cidade" (sem assinatura). "O que há de mais de mais belo em Belém, de uma maneira simples e inovadora (Rayane Reis). "Não precisamos sair de Belém para conhecer o belo" (sem assinatura), "Belém 400 anos. Uma influência francesa" (sem assinatura), "Belém, uma cidade abandonada no espaço e no tempo, com potencial cultural exorbitante que resiste apesar de tudo e de todos" (Aila Castro). "O filme nos mostrou a riqueza de nossa história e como a minha cidade é bela", (Ana Beatriz Mileo). "O calor que acende a chama do meu coração" (sem assinatura). "Antes de supervalorizar o patrimônio histórico e cultural alheio, é necessário conhecer e valorizar o que está ao nosso redor" (Bruno Guerritz Mattos). "Belém do Pará, a francesinha da Amazônia" (sem assinatura). "Belém, terra de sabores, de cheiros e de amores .Visite-a e, se puder, fique" (sem assinatura). "A beleza de Belém é algo que deve sair da lembrança e se tornar, novamente, uma realidade" (sem assinatura). "Belém, sonhos, amor e arquitetura " (sem assinatura).

 

- Inacreditável, você não está inventando?

 

- Continuando, fique quieto! "Será que teremos que esperar novas gerações de Lemos e Montenegro para voltarmos a cuidar do que somos apaixonados?",(Amande Dayse 3MTA). "A veia artística de Belém".( Emanuelle V. Loria). "Belém é uma cidade com o brilho em um baú. Basta abrir" (Thaisy Luana). "Este filme incentivou-me mais ainda a minha busca pela cultura e história de Belém que, mesmo morando aqui,não percebemos a riqueza que nos rodeia e faz parte de nosso cotidiano. Que este filme incentive ainda muito mais pessoas a valorizar essa bela cidade" (Ruan Alberto M., 16 anos.Ideal). "1616, criação da estrela" (sem assinatura). "É fundamental reviver na população belenense a vontade de cuidar de Belém" (João Vitor Farias)

- Rapaz, estou impressionado, que lindo!!!

- "Nossa cidade possui grandes potenciais que precisam ser mais bem cuidados" (sem assinatura). "Belém, a cidade maravilha do Norte, porém não prestigiada"(Adria Helena) "Valorizar as nossas raízes, cuidar mais da história que a cidade nos traz" (sem assinatura). "Por mais árvores em Belém, Menos Marx, mais MISes, Imposto é roubo-Sonegar é legítima defesa!" (sem assinatura). "Belém, a cidade que precisa ser redescoberta" (Andrele da Silva Miranda). "A cidade que poucos conhecem mas que todos deveriam conhecer" (Arthur Labir). "Belém, a princesinha da Amazônia", (Amanda Mirela). "A influência arquitetônica francesa, atrelada às belezas naturais amazônicas, fazem de Belém  uma cidade inspiradora e agradável" (Natalie Campos). "Belém, a mais bela cidade" (sem assinatura). "Belém tem muitos museus e grande influencia francesa" (sem assinatura).

 

- Nossa, que turminha legal. E eu achando que ninguém se interessaria pelo assunto. Que grata surpresa!

 

- Espera, ainda não terminei de ler: "Eu poderia escrever um texto ao invés de uma frase. Mas o tempo é corrido,assim como a vida da população,essa correria impede que vejamos o quão belo é este lugar...Belém" (sem assinatura). "A aplicação da ética resolveria os nossos problemas em relação ao respeito pois assim nos preocuparíamos com tudo!" (sem assinatura). "Belém. o Ouro do Pará;Pará, o Ouro do Norte;Norte, o Ouro da Amazônia;Amazônia, o Ouro da Terra (Wendel Leandro Souza M.). "Ame e valorize sua cultura e o lugar onde você nasceu" (sem assinatura). "Carinho, cuidado e orgulho são sentimentos que , quando direcionados a Belém de forma correta, tornarão a cidade muito mais bela e amada por todos os belemenses e admiradores de todo o País. Obrigada pela oportunidade de poder despertar o amor por Belém em todos os que sonham em vê-la  cada vez melhor. A sua iniciativa mostra bondade e cidadania" (Larissa Cambrale). "O belemense não conhecer Belém é como um morador não conhecer a própria casa" ( Sarah Mendes, Jean Chagas, Leilane Cruz , Beatriz Soyuri e Bruno Yuji).

 
Comente o Artigo
 
Últimos artigos deste colunista
09/10/2020
30/09/2020
25/09/2020
28/08/2020
« ver todos
 

Varginha Online - © 2000-2022


Provedor e Parceiro Oficial
IPHosting