PUBLICIDADE

Coluna | Metanoia
Luiz Cláudio Borges
pastor@luizclaudioborges.com.br
É casado com Aline Borges, é pai de Luiz Otávio, Leonardo, Lucas e Yasmin; possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito de Varginha (FADIVA) e Mestrado em Direito, área de concentração em "Constitucionalismo e Democracia", pela Faculdade de Direito do Sul de Minas; é advogado, palestrante, e profissional Coach certificado pela SLAC - Sociedade Latino Americana de Coaching, PCA - Professional Coaching Alliance, EMCC - European Mentoring & Coaching Council, IAC - International Association of Coaching e Association for Coaching; Analista de Perfil Comportamental (DISC) certificado e credenciado pela SLAC e Atools - Soluções para recursos humanos. Converteu-se em 2005 e, atualmente, é pastor titular na Vale Church, Lavras (MG).
Site: www.luizclaudioborges.com.br
 
A Lei da Semeadura
26/05/2022
 
Estamos chegando à metade do ano de 2022. O primeiro semestre praticamente se foi. Provavelmente, no final de 2021, assim como eu, você fez inúmeros planos  para 2022, estabeleceu alguns objetivos em relação à sua vida pessoal, familiar, profissional, financeira e ministerial. 

Mas, o que efetivamente mudou de lá para cá? 

Muitos dirão: “Nada!”.

Mas, o que esses fizeram de diferente neste ano?

Alguns dirão: “Nada!”.

Ora, não queira ter resultados diferentes se você continua fazendo as mesmas coisas. 

Para alcançarmos resultados diferentes é necessário fazermos coisas diferentes.  Para alcançarmos destinos diferentes é necessário mudarmos a rota. Para colhermos bons frutos, é necessário plantarmos boas sementes. 

Isso é um princípio!

Por isso, que hoje quero sobre a Lei da Semeadura.

A Lei da Semeadura é universal e absoluta!

Em Gálata 6.7-8 diz:

“Não vos enganeis: Deus não se permite zombar. Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!  Pois quem semeia para a sua carne, da carne colherá ruína; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna” 

Aqui o apóstolo Paulo está ensinando sobre a Lei da Semeadura. Nos primeiros versículos, Paulo está ensinando aqueles irmãos a carregar as cargas uns dos outros,  a ajudar os mais fracos na fé, sobretudo aqueles que caíram em pecado; Paulo está ensinando a compartilhar o melhor com aqueles que estão ensinando a Palavra de Deus; Paulo está ensinando a fazer o bem uns aos outros. “Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!”

Em II Coríntios 9.6 está escrito:

“Lembrai-vos: “aquele que pouco semeia, igualmente, colherá pouco, mas aquele que semeia com generosidade, da mesma forma colherá com fartura”.

Em outra carta, II Co 9.6, Paulo também ensina sobre a Lei da Semeadura, porém, partindo de um contexto diferente. O apóstolo Paulo está ensinando os irmãos da igreja de corinto a contribuir com generosidade e na medida desta contribuição eles também colheriam com fartura. Nossa semeadura dirá como será nossa colheita.

Gosto de chamar a Lei da Semeadura de o “o princípio da semeadura”.

Entendo que todo princípio é uma verdade ou um juízo fundamental, que serve de alicerce ou de garantia de certeza de alguma coisa. 

Pense comigo:

“Se construirmos nossa casa sobre alicerces seguros, quando vierem as chuvas, tempestades e ventos, ela não sucumbirá, não será abalada. O mesmo acontece nas diversas áreas de nossa vida”.

Quando você edifica sua vida sobre alicerces, princípios, sobretudo aqueles estabelecidos na Palavra de Deus, você será bem-sucedido.

Onde a lei da semeadura age?

NA COLHEITA!

PRESTE ATENÇÃO!

“A SEMEADURA É FACULTATIVA, A COLHEITA É ABSOLUTA”

Em outras palavras, eu posso decidir plantar ou não, mas quando planto, no seu tempo certo,  a colheita virá e virá na medida do meu plantio.

A MINHA E A SUA VIDA É FEITA DE ESCOLHAS E DECISÕES. 

Se fizermos escolhas erradas e tomarmos a direção errada é claro que nos distanciaremos dos planos que Deus tem para nós.

Em Jeremias 29.11 diz:

“Porquanto somente Eu conheço os planos que determinei a vosso respeito!’, declara Yahweh, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dor e prejuízo, planos para dar-vos esperança e um futuro melhor”. 

Essa Palavra foi liberada sobre a Nação de Israel.

Existe uma promessa para aquele povo. Mas, as escolhas e decisões que eles fizeram permitiu que eles suportassem altos e baixos durante sua história. Creio com toda minha força que Deus também tem sonhos a nosso respeito, mas, as nossas escolhas, as nossas decisões determinarão nosso futuro.

A LEI DA SEMEADURA E DA COLHEITA É UNIVERSAL. 

Sempre colheremos o que semearmos.

A pergunta que te faço é:

O que você tem semeado no seu casamento, na sua vida profissional, nos seus relacionamentos, na sua vida ministerial, na sua saúde física e emocional, na sua vida espiritual?

Preste atenção!

O que você está colhendo hoje é resultado da semeadura que você fez no passado.

A semeadura determina a colheita.  Nós colhemos o que semeamos. 

A COLHEITA É DA MESMA NATUREZA DA SEMEADURA. O que quero dizer com isso? NÃO TEM COMO PLANTAR ABACATE E COLHER ABACAXI.

Aquilo que o homem semear, isso também ceifará. 

Quem semeia amizade, colhe afeto. 

Quem semeia amor, colhe simpatia.

Quem semeia bondade, colhe misericórdia. 

Quem semeia no Espírito, do Espírito colhe vida eterna; mas quem semeia na carne, da carne colhe corrupção. 

Não podemos colher figos de espinheiros. 

LEIA COM ATENÇÃO!

A COLHEITA SEMPRE SERÁ MAIS NUMEROSA QUE A SEMEADURA.

Plante uma semente de melancia, colha inúmeras melancias que carregam em si milhares de outras sementes.

Quem muito semeia, com abundância ceifará. 

Nossas palavras e ações são sementes que se multiplicam para o bem ou para o mal. Precisamos ser criteriosos na escolha das sementes. 

Que tipo de semente nós vamos semear, em nossa vida, em nossa família e em nossa igreja? 

Que tipo de semeadura nós teremos em nossos estudos, em nossos relacionamentos e em nosso trabalho? 

Como será nossa semeadura em nossa vida espiritual?

“Quem dá com generosidade, vê suas riquezas se multiplicarem; outros preferem reter o que deveriam ofertar, e caem na pobreza”. Pv 11.24

“O generoso sempre prosperará; quem oferece ajuda ao necessitado, conforto receberá”. Pv 11.25

“Quem trata bem os pobres empresta ao SENHOR, e Ele o recompensará regiamente!” Pv 19.17

“O homem generoso será abençoado, porquanto reparte seu pão com o necessitado”. Pv 22.9

Voltando ao texto de Gálatas 6.7-8

“Não vos enganeis: Deus não se permite zombar. Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!  Pois quem semeia para a sua carne, da carne colherá ruína; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna”

  • De Deus não se zomba (v. 7a), aliás Deus não se permite zombar. 

Não queira plantar murmuração e colher vitória.

O povo no deserto experimentou uma colheita desastrosa!

O apóstolo Paulo continua dizendo que os que semeiam na carne colhem ruína e os que semeiam no Espírito, do Espírito colhem vida eterna.

Ele está complementando o que ele diz no capítulo 5.13-23, veja: (NAA)

“13 Porque vocês, irmãos, foram chamados à liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à carne; pelo contrário, sejam servos uns dos outros, pelo amor.

14 Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: "Ame o seu próximo como a você mesmo."

15 Mas, se vocês ficam mordendo e devorando uns aos outros, tenham cuidado para que não sejam mutuamente destruídos.

16 Digo, porém, o seguinte: vivam no Espírito e vocês jamais satisfarão os desejos da carne.

17 Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito luta contra a carne, porque são opostos entre si, para que vocês não façam o que querem.

18 Mas, se são guiados pelo Espírito, vocês não estão debaixo da lei.

19 Ora, as obras da carne são conhecidas e são: imoralidade sexual, impureza, libertinagem,

20 idolatria, feitiçarias, inimizades, rixas, ciúmes, iras, discórdias, divisões, facções,

21 invejas, bebedeiras, orgias e coisas semelhantes a estas. Declaro a vocês, como antes já os preveni, que os que praticam tais coisas não herdarão o Reino de Deus.

22 Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade,

23 mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.

Quem semeia na carne, colhe ruína, colhe morte!

Quem semeia no Espírito, do Espírito colhe vida eterna!

Não é possível semear na carne e colher vida eterna. 

De Deus não se zomba!

Se quisermos fazer uma colheita de justiça, deveremos proferir palavras verdadeiras e regadas de amor e realizar obras que abençoam as pessoas e glorificam a Deus.

Como fazer isso, Pastor!

Tomando posse da Palavra de Deus!

Tomando posse do fruto do Espírito que está dentro de você:

“amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio”. 

Plante cada um desses frutos no seu dia a dia e em cada área da sua vida: Casamento, criação de filhos, relacionamentos, vida profissional, vida ministerial, vida financeira etc.

Com isso, você terá uma colheita sobrenatural!!!

Fez sentido para você?

Então compartilhe com o máximo de pessoas possível.

Ouça essa mensagem no nosso Canal:  

 
Comente o Artigo
 
Últimos artigos deste colunista
26/05/2022
19/05/2022
10/05/2022
« ver todos
 

Varginha Online - © 2000-2022


Provedor e Parceiro Oficial
IPHosting